Descubra agora se é possível enriquecer com o Day Trade

Para quem deseja ser um investidor, ou já está nesse ramo faz um tempo, certamente já escutou ou ainda vai ouvir falar sobre o termo “Day Trade” – “dia de negociações”, em tradução livre. Mas o que é trade e como lucrar com essa operação?

O Day Trade é uma operação de compra e venda de ações de uma mesma empresa realizada em um único dia na Bolsa de Valores.

Ela tem como principal objetivo obter lucros através da oscilação de preço do ativo financeiro, com a abertura e fechamento do mercado. Tudo isso em um curto espaço de tempo.

Apesar deste conceito ser fácil de entender, na prática pode não acontecer o que foi planejado, visto que a Bolsa de valores possui uma volatilidade muito grande.

Por isso, é necessário que, além de projetar outros possíveis cenários imprevisíveis, o profissional faça uma análise do mercado que considere ter um movimento de ações em potencial

Além de traçar um bom histórico e mapear quais as tendências que estão sendo lançadas para que não prejudique a trade.

Como o Day Trade ajuda nos lucros

Existe um outro fator que pode ajudar os (futuros) investidores com relação aos negócios, e chama-se “zerar a posição” – uma expressão bastante usada no mercado financeiro.

Nessa modalidade, é preciso estar atento, durante todo o dia, para ter um certo controle da operação, sem deixar nenhum negócio “para o dia seguinte”. Ou seja, todas as ações compradas no dia devem ser vendidas, sem exceção.

Todo esse processo é definido pelo Day Trade, enquanto se observa o comportamento do mercado.

Mesmo que o mecanismo seja simples, o financeiro precisa ser cauteloso e tomar a decisão certa, no momento certo, para não perder dinheiro e nem investir no momento errado.

Não há um horário predeterminado para executar o comando de compra ou venda de ações, podendo acontecer a qualquer momento do dia e prejudicar a empresa.

Dicas para investir no Day Trade

De acordo com o especialista em Day Trade, Flávio Guerra, para investir na Bolsa de Valores, é preciso disciplina, informação, poder de negociação e, em particular, saber perder.

Em uma conversa com Renata Lima, coordenadora da equipe Gold Traders da Órama – uma distribuidora de títulos e valores mobiliários, online – ambos concordam que a pessoa física é pequena perante os grandes players do mercado. E que por conta disso, precisa saber os momentos para entrar ou para manter-se fora das negociações.

Para evitar quaisquer problemas, Guerra diz que um dos principais conceitos a ser compreendidos é o de gerenciamento de risco.

“Um profissional conta com estrutura de gestão de risco, um time que vai parar a operação caso aconteça alguma coisa ou haja indicação de uma grande perda. Já a pessoa física tem que usar as ferramentas disponíveis, como as travas de risco, para não negligenciar o seu dinheiro”, explica o especialista.

Vantagens do Day Trade

Mesmo que possua alguns riscos, o Day Trade também traz muitas vantagens. Além de lucrar em curto espaço de tempo, é uma ótima oportunidade de aprendizado, porque exige que o investidor se mantenha informado e atualizado sobre ações, empresas e economia tanto nacional quanto mundial. Analisar gráficos também faz parte dos estudos.

Um outro benefício é a alavancagem: um mecanismo que permite multiplicar a rentabilidade dos seus investimentos através da utilização de recursos de terceiros.

Também funciona como um limite concedido pela instituição financeira para aplicar um valor acima do que possui. E por conta do Day Trade, os riscos adicionais não estão inclusos.

E por último, sendo a principal e mais importante delas, as perdas controladas. O investidor não perde tudo o que conquistou por conta de uma ação equivocada.

Stop Loss

Existe um mecanismo chamado Stop Loss – é uma ordem enviada à corretora com o objetivo de estancar e limitar suas perdas no mercado de ações. Mesmo que não seja o melhor cenário, representa um alívio contar com esse tipo de recurso.

A sugestão de Guerra para quem está começando é iniciar a operação com um ativo, para manter a disciplina e a atenção focada. “Se você não consegue controlar a ansiedade, não é bom para negociar ou não consegue lidar com volatilidade, é melhor procurar um especialista ou uma corretora para investir por você”, finaliza.

Além disso, busque qual o seu perfil de investidor. Também procure diversificar seus investimentos: monte uma carteira diversificada – com estratégias inteligentes e atraentes.

Depois, pense em renda fixa e variável, cogite prazos variados de vencimento (um mês, um ano, cinco anos, dez anos, a quantidade que desejar) e ainda rentabilidades prefixadas, pós-fixadas e híbridas.

Sendo assim, é possível enriquecer com o Day Trade? A resposta pode ser sim, caso a pessoa que esteja atuando na área siga todos os passos ditos acima.

Mas todo profissional precisa saber que existem riscos. Apesar de não serem os maiores problemas que podem enfrentar ao longo da carreira, precisam estar preparados para todos.