Quais são os principais tipos de palmilhas e para que servem?

Os pés são uma importante estrutura do corpo humano, eles tem a função de ser uma base sólida e estável, atuando na locomoção, na sustentação e no alinhamento do corpo.

 

Ao longo de seu desenvolvimento, desde o nascimento até a vida adulta de uma pessoa, os pés sofrem transformações para regular e coordenar a postura e os movimentos do corpo e alcançar o melhor equilíbrio.

 

Desta forma, qualquer alteração nos pés ou na forma de pisar podem prejudicar e causar danos ao nosso equilíbrio e postura, que são manifestados em forma de dores e desconfortos.

 

Para ajudar a combater esses problemas e proporcionar conforto diário, foram criadas as palmilhas ortopédicas, se você deseja saber mais sobre elas, e conhecer quais os principais tipos de palmilhas e para que elas servem, continuem conosco nesta leitura.

 

O que são palmilhas ortopédicas?

A palmilha ortopédica, ou órtese plantar – como também é conhecida – diferente das palmilhas comuns, encontrada em qualquer sapato ou tênis, e que servem apenas para dar acabamento, são produzidas em materiais especiais para substituir as palmilhas comuns.

 

Elas são acessórios terapêuticos especiais que tem o objetivo de, não apenas trazer conforto, mas aliviar dores e tensões nos pés, pernas, tornozelo, joelho e coluna, melhorar a postura, tratar doenças e problemas do aparelho locomotor. 

 

As palmilhas ortopédicas devem sempre ser recomendadas por um profissional experiente, como ortopedistas e fisioterapeutas, e que saberão orientar a forma correta que devem ser usadas e prescrever qual tipo de será necessário, de acordo com o problema de cada paciente.

 

Além disso, elas são confeccionadas para que se ajustem perfeitamente aos pés, proporcionando apoio e sustentação adequados ideais para cada tipo de problema a ser tratado.

 

Os principais tipos de palmilhas e suas funções

Existem vários tipos de palmilhas e cada uma delas é indicada para determinado tipo de problema, e elas são fabricadas com espessuras e densidades diferentes sob orientação do médico especialista que acompanha o paciente.

 

As palmilhas ortopédicas são encontradas prontas, ou fabricadas de acordo à necessidade da pessoa de acordo com o diagnóstico, que leva em consideração fatores como o peso, a numeração, a região de apoio plantar, o tipo de pé e o problema que foi detectado.

 

Esses acessórios são indicados para tratar problemas como:

 

  • Esporão no calcanhar
  • Pé cavo
  • Pé chato;
  • Má postura;
  • Pé torto;
  • Tendinite;
  • Retenção de líquido;
  • Fascite plantar;
  • Diferença no tamanho dos membros – uma perna mais curta que a outra, por exemplo; 
  • Calosidade nos pés
  • Entre outros.

 

A indicação de palmilha ideal leva em consideração alguns fatores básicos e determinantes para que ela se encaixe perfeitamente e cumpra sua função plenamente, e isso é muito importante, pois uma escolha errada pode ser prejudicial para qualquer tratamento. Veja quais são: 

 

Modelo

As palmilhas ortopédicas podem ser encontradas prontas ou fabricadas de maneira personalizada (de acordo com o tipo de problema) em vários modelos.

 

As diferenças de modelo indicam como cada uma delas irá atuar e qual parte específica do pés estará concentrada durante o tratamento, existem palmilhas para dores no calcanhar, na sola dos pés ou para ajustar a coluna.

 

Podem ser encontrados, por exemplo, palmilhas lisas (para proporcionar conforto nos pés e reduzir impactos) com arco (para melhorar a distribuição do peso e aliviar pontos de pressão), com partes específicas aumentadas ou rebaixadas (para aliviar o impacto e a pressão), etc.

 

Formato

Existem palmilhas nos mais variados formatos, então na hora de comprar ou encomendar, é preciso ter atenção para que ela se encaixe perfeitamente não apenas no seu pé, mas também no calçado.

 

Material com o qual é fabricada

Assim como o modelo e o formato, o material com o qual as palmilhas são fabricadas também varia bastante. Conheça os mais comuns:

 

  • Silicone: ideal para proporcionar maior conforto e para amortecimento;
  • Magnéticas: Confeccionadas em tecido magnético, e ideais para aliviar dores e melhorar a circulação do sangue;
  • Poliéster ou espuma viscoelástica: mais indicadas para tratamento de lesões e amortecimento mais preciso.

 

De acordo com essas características, as palmilhas ortopédicas podem servir para:

 

  • Tratamento de dores, incômodos e lesões que  dificultam a locomoção;
  • Proporcionar tratamento terapêutico, com o objetivo de trazer relaxamento para os músculos, trazer equilíbrio para a postura, reduzir o cansaço e evitar câimbras e melhorar a circulação do sangue;
  • Trazer sensação de conforto, principalmente se a pessoa trabalha muito tempo de pé, pessoas que precisam de cuidar mais atentamente do pé, como as diabéticas.

 

As palmilhas ortopédicas são muito importantes pois proporcionam melhor qualidade de vida e bem estar, aliviando as dores e prevenindo lesões.

 

A eficácia das palmilhas ortopédicas tem sido reconhecida e percebida em muitos tratamentos, mas é necessário sempre consultar um ortopedista para que ele prescreva o tipo ideal de palmilha para seu caso. 

 

Opte sempre por materiais de qualidade, com marcas reconhecidas, e que estejam de acordo com a indicação médica, para evitar, desta forma, que os problemas sejam agravados.